quinta-feira, 22 de outubro de 2009

GINASTICA LABORAL - Gera Hora Extra

SUPRESSÃO DE INTERVALO PARA GINÁSTICA LABORAL GERA HORA EXTRA

Fonte: TRT/MG - 16/10/2009 - Adaptado pelo Guia Trabalhista

A 6a Turma do TRT-MG, acompanhado o voto da juíza convocada Maria Cristina Diniz Caixeta, manteve a condenação de uma empresa a pagar à trabalhadora 30 minutos extras mensais, pela supressão do intervalo de dez minutos diários para ginástica laboral, três vezes no mês.

A reclamada alegava que o intervalo de dez minutos diários para a prática da ginástica laboral era concedido dentro das seis horas habituais, não havendo extrapolação de jornada. Dessa forma, o período já era remunerado. Além disso, por se tratar de pausa concedida por liberalidade, eventual supressão não poderia ser cobrada como hora extra.

Mas, no entender da relatora, o intervalo para ginástica, instituído pela empregadora, é benefício que se integra ao contrato de trabalho e, se não observado regularmente, caracteriza, sim, jornada extraordinária. No caso, foi demonstrado pela prova testemunhal que a reclamante usufruía habitualmente a pausa para ginástica, mas, nos dias de maior movimento, o intervalo era suspenso.

Tendo em vista as declarações das testemunhas e da reclamante, no sentido de que a ginástica era suspensa, em média, três vezes por mês, a relatora manteve a condenação. (RO nº 00380-2009-011-03-00-6).

sábado, 17 de outubro de 2009

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Todo chefe tem de ser um bruto?


Fonte: Revista Epoca - Edição 469

Novos estudos explicam os mecanismos que favorecem os narcisistas, stúpidos e idiotas na escalada profissional dentro das empresas. E mostram que o líder mais apto a subir na empresa raramente é o mais eficiente
Steve Fishman, da New York, e Mauro Silveira


Os psicólogos em geral têm pouca paciência com esse tema. “De onde eles tiram isso?”, pergunta Robert Hogan. Para os psicólogos, a personalidade é uma combinação de cinco conjuntos de traços: abertura, consciência, extroversão, amabi-lidade, neurose. Pesquisadores encontraram uma correlação moderada entre cada um dos cinco traços e a eficiência do chefe. Mas, quando os traços foram amalgamados em um tipo de perfil, sua relação com a eficiência provou ser mais forte que a inteligência, uma qualidade que todo chefe supostamente deve ter.
A sua própria maneira, os psicólogos organizacionais também têm crenças esotéricas. Eles consideram abertura o traço de personalidade mais importante. Alguém aberto está pronto para aceitar novas experiências, novas idéias, novas pessoas. Ele não é dogmático. Gosta de diversidade. Ele não é um mestre de tarefas viciado na rotina que berra ordens hierarquia abaixo. Organizações mudam rapidamente hoje em dia. Supostamente, elas devem ser ágeis, e os chefes também.
A pessoa conscienciosa é pontual, cumpre prazos, tem uma boa ética de trabalho. É um traço mais relevante para quem está subindo, menos crucial para quem está no topo. A pessoa amável gosta de todo mundo e gosta de ser amada. É um excelente traço para um membro da equipe, não muito para o chefe. Na realidade, a liderança eficaz se correlaciona com uma baixa amabilidade. A psicóloga Sofia Esteves, sócia-diretora da DM Recursos Humanos, diz que carregar a marca de bonzinho torna o crescimento profissional mais difícil. “Não digo que não há possibilidade de uma pessoa tida como boazinha chegar a uma posição de chefia, mas ela certamente terá de trabalhar dobrado para garantir o resultado e contar com a ade-são das pessoas.” Alguém com elevado nível de neurose é um alarmista nato. Ele é nervoso e dado à ansiedade.
Quando a questão é se uma personalidade é boa ou má, simpática ou ruim, o psicólogo organizacional é agnóstico. Em certas circunstâncias, você pode querer um chefe neurótico. “Nossas pesquisas demonstram que os neuróticos são emocionalmente expressivos”, diz Adler. “Eles são honestos e têm senso de urgência. Às vezes isso é exagerado, o que cria ansiedade desnecessária, mas outras vezes ela tem um lugar.”
Adler e seus colegas às vezes observam as nuanças das diferentes personalidades ao colocar uma dezena de pesso-as numa sala de conferências e dar-lhes uma hora para realizar alguma tarefa. Aí pedem que o grupo vote em um líder. O exercício reflete a maneira como muitas vezes se escolhem os chefes.
Nenhum estudo concluiu que carisma e desempenho andam juntos. A única coisa com que o carisma anda junto é o salário
Em sua forma mais pura, o intuito é observar como o grupo interage quando não existe uma estrutura. Muitas vezes você encontra os cinco perfis representados. Existe pelo menos uma personalidade amável. Essa pessoa pode ter as melhores idéias, mas as apresenta de maneira educada, até humilde. Existe o neurótico olhando para o relógio. Ele é o tipo emotivo que eleva a voz. Existe um empreendedor (um elemento de consciência). Ele está cheio de idéias e determinado a encontrar o melhor resultado. Pode haver um obsessivo, tomando nota de tudo, garantindo que todos se atenham ao tópico. Invaria-velmente uma figura de líder emerge dessa miscelânea, muitas vezes o mesmo tipo de pessoa. Os pesquisadores o chamam de “líder emergente”, que é diferente do “líder eficiente”. O líder emergente parece ser o melhor chefe e, na maioria das vezes, ganha o cargo. Mas será um chefe eficiente?
Pesquisas como essa raramente fornecem informações sobre a eficiência. Elas só mostram o que uma pessoa precisa fazer para ser percebida como líder. Fica claro que as pessoas, inclusive as que cuidam da contratação, selecionam chefes com base naquilo que elas pensam que chefes devem ser. Hogan destaca o fato de que “gerentes raramente são promovidos com base em seus talentos para a liderança”.
O desafio é ir além do grupo de liderança e separar o líder emergente do eficiente; o arrivista bem-sucedido do bom chefe. A dificuldade é que existe pouca coincidência entre o grande arrivista e o grande líder – 10% é tudo o que se constatou. O narcisista inevitavelmente tem um bom desempenho na experiência da sala de conferência, em parte porque consegue agir como se já fosse o chefe. Em grupos de liderança (como em festas de jantar) ele é um perito. O líder emergente pode não dar nenhum valor à opinião das pessoas. Mas parece escutar e se importar.
Talvez a característica mais marcante do líder emergente seja que ele parece carismático. As pessoas adoram carisma, a sensação de que alguma coisa está viva, engajada. Freud provavelmente foi o primeiro a destacar que o narcisista é “o tipo de pessoa que nos impressiona como uma personalidade”. Nós não apenas queremos que nosso chefe goste de nós, queremos gostar dele. Nesse aspecto, carisma é como um pó mágico. Assim, a pessoa com os instintos narcisistas, com comando pessoal e uma capacidade de encher uma sala (especialmente uma sem líder) recebe o tapinha nas costas. E aí começa a calamidade.
Tristemente, uma vez que se torna chefe, o narcisista com freqüência vê o cargo como um degrau para o próximo posto. Arrivistas nem sequer fazem o mesmo trabalho que o gerente eficiente. O carisma pode ser um recurso, um bem, para o arrivista, mas ele não ajuda necessariamente o gerente. “Quatro estudos especializados examinaram o carisma”, diz Robert Kaiser, co-autor, com Hogan, de The Versatile Leader (O Líder Versátil). “Nem um único concluiu que carisma e desempenho andam juntos. A única coisa com a qual o carisma se correlaciona é o salário.”
A promessa dos novos psicólogos empresariais é que eles podem fazer algo a respeito da pessoa absorvida em si antes que ela chegue ao topo. Personalidades não mudam, eles sabem; portanto, é melhor eliminar aqueles que você não quer antes que eles dêem o bote. Para isso utilizam os testes. “Nós determinamos qual é seu estilo preferido”, diz Adler. “Não podemos mudá-lo. Mas podemos medi-lo.”
Empresas buscam personalidades diferentes, mas não há muitas em busca do narcisista radical e consumado. (E cuidado: não existe colega mais tóxico que um narcisista frustrado, com sua fúria e senso de vitimização.)

FAP - VEJA O INDICE FAP DE SUA EMPRESA

O Decreto 6.042/2007 instituiu a aplicação, acompanhamento e avaliação do Fator Acidentário de Prevenção - FAP e do Nexo Técnico Epidemiológico, através da inclusão do artigo 202-A no Regulamento da Previdência Social.
O objetivo do Fator Acidentário de Prevenção (FAP) é incentivar a melhoria das condições de trabalho e da saúde do trabalhador estimulando as empresas a implementarem políticas mais efetivas de saúde e segurança no trabalho para reduzir a acidentalidade.
O FAP juntamente com as respectivas ordens de freqüência, gravidade, custo e demais elementos que possibilitem a verificação, por parte da empresa, do seu respectivo desempenho dentro da sua SubClasse da CNAE, bem como a legislação correlata e dúvidas freqüentes foi disponibilizada a partir do sítio do Ministério da Previdência Social – MPS.
A proteção acidentária é determinada pela Constituição Federal como a ação integrada de Seguridade Social dos Ministérios da Previdência Social - MPS, Trabalho e Emprego - MTE e Saúde - MS.
O valor social do trabalho é estabelecido sobre pilares estruturados em garantias sociais tais como o direito à saúde, à segurança, à previdência social e ao trabalho, decorrentes do art. 1º da Constituição Federal.
O direito social ao trabalho seguro e a obrigação do empregador pelo custeio do seguro de acidente do trabalho também estão inscritas no art. 7º da CF/88.
Consulta pela Internet

O Ministério da Previdência Social publicará anualmente, sempre no mesmo mês, os índices de freqüência, gravidade e custo, por atividade econômica, e disponibilizará, na Internet, o FAP por empresa, com as informações que possibilitem a esta verificar a correção dos dados utilizados na apuração do seu desempenho.
Para o cálculo anual do FAP, serão utilizados sempre os dados de dois anos imediatamente anteriores ao ano de processamento. Excepcionalmente, o primeiro processamento do FAP (2009) utilizou os dados de 1º de abril de 2007 aos 31 de dezembro de 2008.
Para as empresas constituídas após janeiro de 2007, o FAP será calculado no ano seguinte ao que completar dois anos de constituição.
O acesso às informações está disponível no sítio do
Ministério da Previdência Social e também da Receita Federal do Brasil.
É importante frisar que o empregador deverá se utilizar de uma senha para acesso a estas informações. Esta senha é a mesma que as empresas se utilizam junto à Receita Federal do Brasil para aos demais tributos.
Fonte: Guia Trabalhista

Depressão e Transtorno Bipolar

I. Depressão e transtorno bipolar
Depressão

A depressão é um dos transtornos mentais mais comuns e acomete cerca de 10% dos brasileiros. Os sintomas mais freqüentes deste transtorno são uma sensação de tristeza constante e a perda do prazer na realização de atividades que antes eram prazerosas. Estes sintomas habitualmente são acompanhados por outras manifestações, como alterações no apetite (uma grande redução do apetite ou aumento do apetite, causando grandes variações no peso do paciente em pouco tempo), insônia ou sonolência exagerada, perda de energia e dificuldade para realizar tarefas cotidianas, dificuldades para pensar e tomar decisões, sentimentos de impotência ou culpa e, em casos mais graves, pensamentos sobre suicídio e tentativas de suicídio.
A depressão pode surgir em qualquer idade, da infância à velhice, porém é mais freqüente que o primeiro episódio aconteça no decorrer da terceira década de vida (entre os 20 e os 30 anos de idade) ou por volta dos 60 anos de idade. A maior parte dos pacientes apresenta apenas um episódio de depressão e, uma vez instituído o tratamento adequado, apresenta remissão completa dos sintomas.
Algumas pessoas podem apresentar um segundo episódio depressivo em
um período de meses a anos após a melhora dos sintomas e um contingente ainda menor apresentará diversos episódios ao longo da vida.

Nem todos os episódios de depressão envolvem riscos iminentes à vida, porém sempre causam, de alguma maneira prejuízos no funcionamento individual e nas relações familiares e profissionais dos indivíduos acometidos. A depressão é uma doença tão freqüente na população e tão devastadora que uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde mostrou que a depressão é a segunda maior causa de incapacidade no mundo, com as doenças cardiovasculares como as maiores causas de incapacidade.
Apesar de a tristeza ser um dos sintomas mais comuns de depressão e de pessoas tristes se descreverem como deprimidas, é importante diferenciar estes dois termos. A tristeza é um sentimento comum e que pode acometer qualquer pessoa que perca um ente querido, que termine um relacionamento ou que tenha um projeto pessoal frustrado. Este sentimento, entretanto, é passageiro e costuma se abrandar com o tempo. A depressão pode acontecer com ou sem um evento estressante anterior e perdura por longos períodos, sendo necessárias, no mínimo, duas semanas de ocorrência contínua dos sintomas para que seja considerado este diagnóstico.
Diversos fatores estão são responsáveis pelo surgimento de um episódio de depressão, como alterações em neurotransmissores (substâncias químicas responsáveis pela comunicação entre os neurônios – as células do cérebro), fatores genéticos, traços de personalidade e fatores ambientais.
O tratamento da depressão é feito de múltiplas formas. Em primeiro lugar, é necessário estabelecer o diagnóstico correto através de um exame médico, pois muitas doenças, como o hipotireoidismo, podem causar sintomas semelhantes ao da depressão, embora tenham tratamento completamente diverso.
Uma vez feito o diagnóstico, o tratamento será feito com o uso de medicamentos e/ou psicoterapia. Episódios de depressão leve podem ser tratados apenas com psicoterapia, ou com o uso de medicamentos, ou uma combinação das duas abordagens (estudos atuais mostram que a combinação das duas formas de tratamento promove mais benefícios que cada forma isoladamente). Episódios moderados ou graves são tratados obrigatoriamente com o uso de medicamentos, podendo ser complementados com psicoterapia. Habitualmente são utilizados medicamentos conhecidos como antidepressivos, que existem em diversas formas, combinados com medicamentos para reduzir a ansiedade e auxiliar o paciente a conciliar o sono quando necessário. Normalmente, o tratamento começa a surtir efeito em um período entre uma e três semanas após o início do uso da medicação. O tratamento deve ser mantido por alguns meses após a remissão completa dos sintomas para assegurar que o paciente não tenha uma recaída. A maior parte dos pacientes obtém uma melhora duradoura com a manutenção do tratamento por cerca de seis meses após a remissão dos sintomas em um primeiro episódio. A depressão recorrente necessita de tratamento mais prolongado, que pode atingir dois, cinco ou vários anos.
Algumas vezes, os sintomas são tão graves que levam o paciente a não querer comer, beber qualquer tipo de líquido, pensar em matar-se ou mesmo a tentar cometer o suicídio. Nestes casos, o tratamento habitualmente é iniciado com o paciente internado, para que sua vida possa ser protegida em um ambiente adequado.
Quando os sintomas são muito graves, como, por exemplo, com tentativas de suicídio, quando uma resposta rápida ao tratamento é necessária ou quando os efeitos colaterais dos medicamentos podem ser danosos, a eletroconvulsoterapia é uma forma de tratamento segura e eficaz, que pode proporcionar a melhora dos sintomas em pouco tempo.

Fonte: ABP - Associação Brasileira de Psiquiatria.

O que faz o PSICÓLOGO, PSICANALISTA, PSICOTERAPEUTA, ENFERMEIRO

PSICÓLOGO
Com formação no curso de Psicologia, da área de humanas, o psicólogo pode se especializar na aplicação de terapias úteis para os portadores de transtornos mentais. Assim, é um agente importante para o tratamento multidisciplinar,recomendado no atendimento de saúde mental.
Entretanto, por não possuir formação e conhecimento médico, o psicólogonão pode prescrever remédios nem realizar outros procedimentos médicos que colaboram para a melhora do quadro clínico de pacientes que deles necessitam.
Para esse tipo de atuação, é essencial a presença de um médico, de
preferência um especialista.
PSICOTERAPEUTA
Em geral, o psicoterapeuta é um profissional da psiquiatria ou da psicologia que se especializa na aplicação de terapias não-medicamentosas. Em geral, o uso da psicoterapia aumenta a eficiência do tratamento.
Existem modalidades de psicoterapia, que podem ser utilizadas de acordo com as características de cada paciente e transtorno. As mais comuns são a cognitivo-comportamental, analítica, a familiar, o psicodrama, e a psicanálise.

PSICANALISTA
A psicanálise é uma das modalidades possíveis de psicoterapia. Desenvolvida inicialmente pelo médico austríaco Sigmund Freud, a psicanálise busca compreender as causas dos distúrbios mentais através da investigação do inconsciente do ser humano.
Para isso, o psicanalista se dispõe a ouvir o paciente e, dessa forma, busca ajudá-lo a entender os motivos das inquietações e dificuldades que enfrenta.
---
TERAPEUTA OCUPACIONAL
Na concepção de tratamento multidisciplinar indicado para a maioria dos transtornos mentais, a terapia ocupacional é uma das disciplinas da saúde que auxiliam na recuperação destes pacientes. O terapeuta ocupacional trata de pessoas com diminuição, déficit ou incapacidade física ou mental, temporária ou permanente. Trata-se de um profissional de saúde qualificado, que envolve o paciente em atividades destinadas a promover o restabelecimento e o máximo uso de suas funções com o propósito de ajudá-lo a fazer frente às demandas de seu ambiente de trabalho, social, pessoal e doméstico e a participar da vida em seu mais pleno sentido.
ENFERMEIROS
No atendimento em saúde mental, o papel dos enfermeiros também é importante.
Especialmente em locais destinados ao tratamento de transtornos mais
graves e incapacitantes, é necessária a presença de profissionais habilitados e capacitados para lidar com as características específicas desses pacientes.
Nessas instituições, é imprescindível a presença de uma equipe completa para garantir um tratamento minimamente eficaz.
Fonte: ABP - Associação Brasileira de Psiquiatria

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Consulta por e-mail - do blogger:

"meu esposo ficou encostado pelo sus por muito tempo +-quatro anos,segundo o rh da empresa durante este periodo nao foi recolhido fgts e inss,em caso de demissao quais sao os dereitos dele,gostaria de
saber.janedapalhada@gmail.com "
Considerando que o e-mail não está correto tomo a liberdade de expressar a minha opinião acerca dessa solicitação:

Do ponto de vista legal, considerando o tempo de afastamento o seu esposo perde o direito às todas as férias, pois,
- conforme prevê a legislação da previdencia social "quem fica afastado mais de 06(seis) meses continuo ou de forma alternada perde direito as férias".
- referente ao FGTS o procedimento é este mesmo, somente nos casos de afastamento no código 91( Auxilio Acidentário ) a empresa deve recolher automaticamente o valor de FGTS mensalmente na folha de pagamento.
- quanto a rescisão é bom ter cuidado, pois, não se pode simplesmente demiti-lo. Se não cabe mais recurso para que este fique pela previdencia social conforme prevista na CARTA DE CONCESSÃO registrado pelo INSS ainda que retorne a empresa (a vaga deste deve ser preservada) o gestor de RH deverá inicialmente encaminha-lo para o médico do trabalho da empresa para avaliação por conta do RETORNO AO TRABALHO por motivo de doença. Somente este profissional é quem irá dizer/definir se este pode ou não ser demitido ou retornar ao setor de trabalho.
- Em último caso verifique junto a DRT de seu municipio outras questões pertinentes.
- Para o caso de achar que tem direito em permanecer em gozo de auxilio doenca ou acidente e o INSS não querer mais prorrogar o prazo recomendo-lhe procurar a DEFENSORIA PUBLICA DA UNIAO e mover uma ação contra o INSS...não há nenhum custo para o reclamante...ok
Espero te-la ajudado.
Grande Abraço e Obrigado pelo acesso ao meu BLOGG.

SEGURO DESEMPREGO - PARCELAS A SEREM PAGAS

Bom dia!
Em resposta a um questionamento por e-mail registro abaixo as seguintes informações que refere-se ao PAGAMENTO das PARCELAS do Seguro Desemprego:

"o Ministério do Trabalho anunciou que haverá reajuste no seguro-desemprego em 2009. A mudança foi publicada em Diário Oficial na última segunda-feira (2), mas já anima milhões de trabalhadores que usufruem do benefício.
O novo valor do seguro-desemprego terá como base de cálculo a faixa salarial dos trabalhadores. Desta forma, o valor mí­nimo do auxí­lio ao desempregado passou para R$ 465,00 e o máximo, para R$ 870,01.
Vale ressaltar que todas as parcelas pagas a partir do dia 1º de fevereiro seguirão esses parâmetros, independentemente da data em que o trabalhador fez o seu pedido.
O salário-desemprego é pago aos trabalhadores que comprovem no mí­nimo 6 meses de ví­nculo empregatício. Caso ele tenha sido empregado durante 6 a 11 meses nos últimos 30, tem direito a 3 parcelas. Quem comprovar ter trabalhado entre 12 e 23 meses nos últimos 36 recebe 4 parcelas. Aquele que ficou empregado durante 24 meses nos últimos 36 tem direito a 5 parcelas.
Confira os novos valores da tabela de pagamentos do seguro-desemprego 2009:
O trabalhador que ganhou na média até R$ 767,60 receberá 80% de seu salário médio.
O trabalhador que recebeu um salário médio entre R$ 767,71 e R$ 1.279,46 receberá 50% do montante do salário médio que exceder os R$ 767,60, acrescido de um valor fixo de R$ 614,08.
O trabalhador que recebeu um salário médio maior que R$ 1.279,46 recebe R$ 870,01.
Grande Abraço,

sábado, 10 de outubro de 2009


Recebi este Folder sobre o II SIMPOSIO INTERNACIONAL sobre o ACOMPANHAMENTO TERAPEUTICO(AT). Os que puderem participar aproveitem, pois, conhecer é sempre bem vindo.

FERIADO - BOM PARA RELAXAR E TRABALHAR


CHEGOU O FERIADO!
Amigos, desejo a todos um bom final de semana e um ótimo feriado.
Para os que trabalham nesse periodo...ficar sem Stress é o mais importante.
Para quem está viajando recomendo o restaurante RASCAL: http://www.rascal.com.br/ o endereço em São Paulo: Alameda Santos, 870 - Fone: 11-3141-0692. A partir deste contato voce pode obter os outros endereços.
Vi a reportagem do empreendedor que criou este restaurante e está de parabéns! Equipe bem organizada, consciente da importancia do papel de cada um.
Aproveitem!
FabricioMenezes
Psicologo e Supervisor RH

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

CANAL RH - Muito bom!

Amigos,

Quero recomendar o site CANALRH que está muito bem estruturado, inclusive, contendo as orientações gerais sobre como elaborar um Video-Curriculum. Para acessa-lo voce precisa apenas cadastrar-se gratuitamente. Eu gostei e recomendo.
Eis o Link abaixo. Se quiser basta clicar no titulo dessa materia e voce também ser vinculado ao link de imediato.
http://www.canalrh.com.br/videoCV/default.asp
Abraços,

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

NUMEROLOGIA E O ESTILO DE LIDERANÇA


Amigos,
Li neste ultimo domingo (04/10/2009) no Jornal O GLOBO a publicação que achei muito interessante que é NUMERO DECIFRAM O CHEFE - Numerologo cria tabela que identifica a personalidade dos líderes a partir da data de nascimento.
Este numerologo é o Sr. ANDRE MANTOVANNI - Numerólogo.
Achei o metodo safo, porém, não cientifico para quem tem essa visão técnica. É um metódo próprio.
Fiz a minha autoavaliação e fiquei surpreso... Faça a sua autoavaliação....

METODO:
Para descobrir a melhor maneira de lidar com o seu chefe, basta somar a data de aniversario dele (dia,mes e ano) e procurar na tabela de significados. Nessa soma reduza os numeros até um resultado que esteja entre 1 e 9.
Exemplo:
Chefe nascido 24/08/1980
2+4+8+1+9+8= 23
2 + 3 = 5
Vibração do Numero:
Se for nº 1 - Se ele possui vibração numerica 1, prepare-se, pois, este é um lider nato. É autoritario, forte,corajoso,determinado e independente. Um pouco egoista e possessivo. E, falou uma vez, está falado. Fique atento a tudo e ele confiará em voce. Este Chefe não suporta desobediencia.
Se for nº 2 - É um líder companheiro, amigo, uma pessoa flexivel, que procura se adaptar a qualquer situação.Este é o lider que vai procurar sempre uma boa relacao com todos que trabalham com ele. Tem facilidade de adpatação e procura sempre equilibrar as diferencas. Algumas vezes é impaciente e indeciso. Este chefe detesta resolver as coisas sozinho.
Se for nº 3 - Sorte sua. Ele possui uma mente aberta, adora inovação. É criativo e comunicativo. É tambpem um tagarela, brincalhão, que adora festas, encontros,reunioes, e muitas atividades ao mesmo tempo. Seu maior desejo é expandir, crescer, avbrir caminhos. Entao prepare-se para uma vida agitada na empres. Este Lider precisa de Elogios sempre.
Se for nº 4 - É o lider trabalhador.Quer tudo na mais perfeita ordem. Seu desejo é gerar segurança, estrutura e estabilidade. É Inflexivel, impaciente e muitas vezes um chato. Quer dedicação e disciplina de todos que trabalhem com ele. Dica: Procure ser organizado e nunca discuta com ele.
Se for nº 5 - Éste é um lider liberal. Aquele que aceita as mudanças e está sempre aberto ao novo. Se não conseguir trabalhar fica inquieto.Adora alterar, transformar. É Curioso, amigo e cheio de energia. Fala muito e o tempo todo. Dica: Nao tente prende-lo a nada nem a ninguem .
Se for nº 6 - Éste lider necessita de paz e harmonia no ambiente de trabalho.Estará sempre colocando panos quentes. Sao os mais amorosos que encontramos em numerologia. É tranquilo, calmo, e afetuoso e é muito querido por todos que trabalham com ele. Dica: Procure falar com jeito, pois, ele se magoa com facilidade.
Se for nº 7 - Muito cuidado com esse Líder. Ele é muito dedicado e sensivel, mas é também perfeccionista e exigente. Extremamente crítico e intuitivo. Irrita-se com bagunças ou mudanças imprevistas. É meticuloso, cuidadoso, seletivo e intelectual. Gosta muito de ler e procura fazer cursos que desenvolvem sua mente, seus conhecimentos. Dica: Nunca proponha mudanças de últimas hora.
Se for nº 8 - Este não é o Lider é o REI. É pratico, organizado e objetivo. É quele que planeja e já administra o futuro. Está sempre voltado para organizar, estabelecer e atingir metas. É agil, e preciso, possui uma clareza necessária para decidir. É frio e autoritario. Gosta de aparecer e de se destacar. Dica: Nunca minta para ele. A verdade é o unico caminho.
Se for nº 9 - Este Lider é compreensivo, prestativo e amavel. É o pai e a mãe de todos. Esta sempre para um conselho, um incentivo e um abraço. Mostra-se sempre disposto a ensinar, ajudar conforme a necessidade de cada um. Dica: Nunca demonstre mau humor ou atitudes egoísta perto dele.

ATO MEDICO - ULTIMAS INFORMAÇÕES

Amigos,

Aos diversos psicólogos replico o link que faz referencia ao ATO MEDICO para conhecimento a todos.
Disponibilizado pela amiga do FACEBOOK.

Grande Abraço,

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

TABELA IRRF - 2009 - Para relembrar!


VIGENTE DE 01.01.2009 A 31.12.2009 Base: MP 451 - DOU de 16.12.2008
Base de Cálculo em R$

Até 1.434,59 - Isento
De 1.434,60 até 2.150,00 Faixa 7,5% - Parcela a deduzir - 107,59
De 2.150,01 até 2.866,70 Faixa 15% - Parcela a deduzir - 268,84
De 2.866,71 até 3.582,00 Faixa 22,5% - Parcela a deduzir - 483,84
Acima de 3.582,00 Faixa 27,5% - Parcela a deduzir - 662,94
Dedução por dependente: R$ 144,20 (cento e quarenta e quatro reais e vinte centavos).